Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

Prólogo e epílogo Opções
#1 Marcelo_Rodrigues Enviado : 05/02/17 17:57
Este tópico foi criado para o texto do prólogo e o epílogo do livro dos demônios e é baseado em um antigo texto feito para este livro.
#2 Marcelo_Rodrigues Enviado : 16/02/17 19:09
Pessoal,

Disponilizo agora uma parte do Prólogo & Epílogo do Livro dos demônios.

Estou ainda trabalhando no restante do texto que postarei na semana que vem.

Por favor, leiam o texto e façam comentários.

OBS: este texto foi criado a bastante tempo da época que íamos ter só um livro. Estou apenas fazendo os ajustes e acertando o conteúdo que será colocado neste prólogo/epílogo.

#3 CheckmateBasilisk Enviado : 19/02/17 15:27
em ordem:

"...a luz das tochas deram lugar as sombras..." por
"...a luz das tochas deram lugar às sombras..."

"...meu rosto e logo fui..." por
"...meu rosto, e logo fui..."

"questionar o destino da carruagem." por
"questionar o destino." a repetição soa esquisita

"Lembro-me que ao ver pela primeira vez o anel da irmandade no dedo de meu pai, eu havia ficado intrigado com a irmandade, com os dias de desaparecimento de meu pai." por
"Lembro-me de ficar intrigado com o anel que meu pai carregava no dedo, com a irmandade a qual pertencia e os dias de sua ausência." repetição excessiva

"...estranhos, até pessoas de hábitos estranhos e duvidosos." por
"...obscuros e pessoas de hábitos estranhos e duvidosos." repetição de novo.

"Dizem que foi a minha insistência que levou a minha aceitação na irmandade, mas creio que foi a minha incessante curiosidade que me trouxe ao desconhecido." período esquisito. Parece desnecessário.

"Era noite quando fui empurrado até uma clareira e onde fui recepcionado por outros membros." período desnecessário

"... o rosto dos demais." por
"... o rosto de meus captores" acho que é essa a palavra. n tenho certeza


essa coisa é longa demais. Vou ficar um ano nesse ritmo .-.
#4 samuel.azevedo Enviado : 19/02/17 16:52
Interessante!

Notei que uma parte faz menção dos deuses não terem certeza que os Titãs eram capazes de criar vida. Mas os dragões, por exemplo, não foram criados pelo Titã do fogo? A afirmação pode ficar no texto, se for feita coma intenção de ser uma mentira. Pois uma contradição nesta história com o que se sabe sobre a história dela criação pode ser o gancho para alguém duvidar dá veracidade dessa história.
#5 Marcelo_Rodrigues Enviado : 21/02/17 17:02
Srs, postei o resto do texto.

Nesta versão troquei o nome do mago para Petas, o mesmo mago que aparece no "Extratos do Livro de Maudi".

Samuel,

Você pode me dizer qual o trecho que vc viu que os Titãs não eram capazes de criar vida?
#6 samuel.azevedo Enviado : 21/02/17 17:19
Citação:
Baalgor nos confessou em uma de nossas conversas que os deuses haviam adquirido a habilidade de criar a vida, mas não sabia dizer com certeza se os seus pais, os grandes titãs, tinham tal habilidade ou não.


Citação:
Para os Titãs, entidades de imensos poderes, a idéia de se tornarem obsoletos era algo difícil de entender. As novas entidades, os deuses, eram capazes de ordenar a criação aos seus desejos mais simples e com isso criaram a vida e as primeiras entidades, os titãs segundos.


Acho que foi nesses trechos e nos parágrafos próximos, que dão a ideia de que o dom de criar vida era uma novidade dos deuses.
#7 Marcelo_Rodrigues Enviado : 22/02/17 08:10
Pronto, verbete editado.
#8 Marcelo_Rodrigues Enviado : 08/03/17 11:41
Pessoal,

fechou? Mais alguma sugestão?
#9 Fábio_CM Enviado : 08/03/17 17:13
Eu acho que esse texto, da forma como está, tem uma linguagem muito leve, informal e talvez inapropriada pro livro dos demônios. De qualquer forma, algumas considerações:

O prólogo está muito longo. Ele demora muito a entrar na parte que realmente interessa, que é o contato e a exploração do plano infernal.

Corrigir o que está em vermelho:
Citação:
Um barulho a frente foi feito com um apito ou flauta e todos se viraram quase instantaneamente em sua direção e começaram uma lenta caminha em meio a vegetação alta do local.


Citação:
Deixe que eu me apresente me como Maudi...


Citação:
Cabia somente a mim duas escolhas sujeitarem-me a humilhações diárias de meus acolhedores aliados ou escolher meu próprio destino.


Citação:
Posso dizer que por longas horas o show pirotécnico ficou ocorrendo até que ele percebesse que nada disso estava surtindo efeito.

(Penso que show pirotécnico não é um termo adequado para ser contado por alguém que vive em Tagmar)

Citação:
Com isso, os demônios se tornavam limitados em sua capacidade de crescer, pois toda a vida criada com parte de sua energia, mesmo que esta energia seja somente um percentual ínfimo, será aumentada em quase o dobro e o mais importante é que quando essa deixava de existir como vida...

O quase o dobro é desnecessário.

Citação:
Os Titãs e os deuses apesar de opostos, caos e ordem, conseguiram conviver por longos milênios,(...)

Não seria melhor excluir a parte absoluta de tempo e deixar apenas "conseguiram conviver por um longo tempo,(...)"?

Citação:
Um coração maior, ou o primeiro inferno, é divido em seus dois átrios (direito e esquerdo) e seus dois ventrículos (direito e esquerdo). Os átrios direito e esquerdo, e o ventrículo direito são ocupados cada um por outro “coração”, que divide cada um em quatro reinos ou infernos, formando ao todo 12 infernos, que é respectivamente o segundo, terceiro,..., a décimo - terceiro infernos. O ventrículo esquerdo do primeiro inferno não é dividido, e corresponde ao domínio do maior dos príncipes infernais, Morrigalti.

Esse parágrafo deve ser levado à tarefa de Coerência para que não haja contradição no texto dos demônios individualmente.

Citação:
As grandes montanhas, conhecidas como Espinhas das Serpentes, são os marcos divisórios de cada um dos reinos de meus príncipes.

Serpentes não tem espinha...

Citação:
Foi neste período que entendi a diferença entre demônios e criaturas demoníacas.

Os demônios são seres inteligentes, como várias raças existentes no mundo material, já as criaturas demoníacas são fauna e flora locais, o que não os tornam menos perigosos que os demônios.
(...)
Pode parecer estranho para nós, mas os demônios são divididos em dois grandes grupos, os Provindos e os Convertidos. A diferença entre eles é exatamente como foram originados.

Os Provindos são todos aqueles que foram criados por outros demônios, já os Convertidos são aqueles que foram transformados em demônios pela sua filosofia de vida pelo seu credo.

Tá aí a brecha para abrir mais um grupo de criaturas.

Citação:
- Por muitos séculos observamos pacientemente os Usurpadores a moldar a existência recém-criada, usando as formas dos Antigos Titãs e moldando-as a sua maneira. Mas foi quando os mortais foram criados que a cobiça tomou conta de nosso ser. – Tocando violentamente seu peito e esfregou os lábios.

Os demônios são orgulhosos, como é dito anteriormente. Mas eles admitem abertamente algo como uma cobiça que os levou a uma derrota?

Ajude no desenvolvimento do Livro de Criaturas. Assuma uma tarefa e participe!
#10 Marcelo_Rodrigues Enviado : 10/03/17 16:05
Fabio, fiz os ajustes.

Vou verificar a questão da coerência.

Quanto a ser meio grande posso dar cortada no inicio, mas não gostaria de mutilar mais o texto. Já mudei muita coisa em relação ao texto original. Triste

Mas vou ver o que dá para fazer.
#11 Marcelo_Rodrigues Enviado : 15/03/17 11:26
Fiz um corte de uma parte no inicio que não altera a história principal.

Bem... por mim está fechado. Mais alguma sugestão?
Usuários visualizando este tópico
Guest (2)
Ir para o Fórum  
Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
Você não pode responder a tópicos deste fórum.
Você não pode excluir suas participações deste fórum.
Você não pode editar suas participações neste fórum.
Você não pode criar enquetes neste fórum.
Você não pode votar em enquetes neste fórum.

YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET